Cidades

04/08/2022 09:25

Gallo cita “picuinha” de Emanuel e diz: “VLT não tem viabilidade”

Fonte: MidiaNews

Secretário-chefe da Casa Civil diz que se prefeito não "atrapalhasse", obras do BRT já teriam começado

O secretário-chefe da Casa Civil, Rogério Gallo criticou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), pelas tentativas de barrar as obras do BRT (ônibus de trânsito rápido).

Ele relembrou que VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) não tem viabilidade e que a postura de Emanuel trata-se apenas de "picuinha política".

 

 

“O VLT não tem viabilidade para Cuiabá. Quando fizeram isso foram com outros objetivos. A delação do governador Silval demonstrou que era para roubar”, afirmou em entrevista ao podcast Sem Moagem na quarta-feira (3).

 

 

Gallo relembrou que na época da polêmica troca do BRT pelo VLT, Emanuel era membro da Comissão de Fiscalização da Assembleia Legislativa enquanto deputado estadual. Ele ainda rechaçou a tentativa de defesa de uma "obra corrupta”.

 

O secretário ainda declarou que se não fosse pelas ações judiciais de Emanuel, como a que provocou o Tribunal de Contas da União (TCU) a conceder uma cautelar barrando as obras do BRT, a construção do transporte já poderia estar adiantada em Cuiabá.

 

“Tudo aconteceu nas barbas de todos e ninguém viu nada? Os fiscais não viram nada?’, questionou.

 

“E agora tentam se abraçar a esse VLT, que é fruto de corrupção, fruto de um erro, vai ser caro, não é confortável para o cuiabano. Agora temos que enfrentar a picuinha do prefeito”, completou.

 


Copyright  - Batatinha News  - Todos os direitos reservados


Plantão

Fone (65)99971-1708